Quando tudo que já sabíamos vira notícia nova.

 

É impossível ler os jornais e não verificar o quanto atrasados somos. E falo atrasado no sentido de incivilizados (metidos a bambambam, claro). Nossa mídia é um escândalo;  não que nós próprios não sejamos.

Hoje, por exemplo, noticia-se que, somente em agregados salariais, o estado terá 3 bilhões de reais – somente neste ano de 2015. Bem, e onde a novidade? Todos já sabíamos! Ou não?

Os caras da lava-jato, dizem que as propinas se transformaram em doações oficiais para partidos políticos. Sim! E a novidade?

Os deputados do PT olham para manifestantes anti-governo e perguntam quanto recebem para se manifestar. Sim! E ontem, quem perguntava ao contrário? Onde a novidade.

O tema do quanto pior melhor… bem… fiquemos no mundo do me engana que eu gosto.

O fato é que a superficialidade tomou conta da nossa sociedade e a mídia – não a grande, mas quase toda mídia – é a grande veiculadora de um senso comum idiotizante.

Mas… que seja o que é. No Rio Grande do Sul o salário de secretários de estado vem pra mesa: 11 MIL REAIS. Diria meu Pai, “uma loucuuuuuura”. Mas e não é que é. Proponha um salário decente para quem cuida de um orçamento de 56 bilhões de reais e verás a reação do povo e de uma mídia idiota que se contenta em reproduzir o que a massa quer ouvir. Não vamos nem falar no salário do governador, valores mais que ridículo, mas do tamanho das expectativas de um povo que não valoriza o mundo da política e das coisas comuns; ah! claro! os políticos são do mesmo tamanho da sociedade que os elege e “acolhe”.

Vamos andando. Para onde? Buenas, vamos ver.